coleção 2017

Simone Moraes

Amanda Costa

Antonio Sobral

 
Herbário
Simone Moraes

O projeto da artista Simone Moraes, desdobra-se a partir de seu encontro com Sandra Azevedo, cozinheira tradicional, que tem profundo conhecimento natural. Juntas, construíram um herbário de plantas medicinais encontradas na Fazenda São João, localizada na fronteira do Rio de Janeiro com Minas Gerais.  A catalogação das plantas coletadas foi realizada em parceria com o biologo Victor Keller, que nos conta no livro um pouco da historia, importância e metodologia dos herbários; como eles fizeram evoluir o conhecimento sobre a vida e tem papel fundamental para a agricultura, as ciências farmacêuticas e a conservação da biodiversidade.  O livro, que traz a beleza sofisticada inerente ao trabalho da artista, também ensina a metodologia de secagem das plantas e apresenta receitas que podem ser feitas em casa.

O design gráfico é da artista Marina Marchesan.

www.cargocollective.com/marinamarchesan/

1a edição / Risografia 3 cores (Livros fantasma, SP) / ​150 exemplares

 
ser é star
Amanda Costa

Ser é Star apresenta poemas visuais de Amanda Costa. Trata de deslocamentos e paisagens, onde a busca do corpo por lugares de existência se mimetiza no espaço gráfico das letras e do livro. É a realização de um desejo gráfico, através de poemas imagéticos e do processo de fabricação artesanal. A artista trabalhou com sete métodos diferentes de impressão (inclusive serigrafia, risografia, cortes a laser e pen-plotter), em mutirões coletivos, durante uma residência de dois meses nas Oficinas do Convento, em Portugal. Os poemas carregam conteúdos simbólicos e políticos, em delicado e bem-humorado gesto estético.

1a edição / Serigrafia, risografia, digital a jato de tinta, pen plotter, corte a laser, carimbo, silk com jet (Oficina de Impressão das Oficinas do Convento, Grafimonte, em Montemor-o-Novo; Stollen Prints, Lisboa; Colaboratório da Esdi, Rio) / 120 exemplares. 

 
Vitrais
Antonio Sobral

Vitrais, de Antonio Sobral, parte do relato autobiográfico, condensando a experiência de quatro anos de sua vida, período no qual viveu o nomadismo, a perda de seu pai e o por fim o estabelecimento no campo. Período de revoluções, onde o autor se busca e começa a escrever. A escrita revela-se outra aventura; nela sai em busca de seus limites, redigindo suas mais secretas e misteriosas fantasias, na descoberta prazerosa da linguagem. Encontramos a religião e a profanação, entre outras maneiras de se encarar a mortalidade e agarrar o tempo, que flui como num sonho.

O design gráfico é assinado por Marina Oruê.

www.cargocollective.com/marinaorue/6132281

1a edição / Indigo digital (Forma certa, SP) / 250 exemplares

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now